sábado, 11 de outubro de 2014

O Quero, Posso e Mando, em alguns Grupos e Ranchos de Folcloricos


O grande problema de alguns ranchos ou grupos de folclore é terem pessoas a dirigir-los  que não são mais que uns candidatositos a ditadores e muitos julgam que a associação que presidem é pertença deles e assim começam a deturpar tudo de que bom nela existe  e se tornam no  : EU QUERO, POSSO E MANDO….. O resto nada presta….. Só o meu rancho ou grupo é que é bom ……etc

A isto chama-se arrogancia e mostram um grande débito de falta de humidade.

Mesmo que essas pessoas saibam alguma coisa sobre etnografia e  folclore , acaba por ser  todo o rancho ou grupo a perder com estas atitudes, o que essas pessoas pensam é que só elas é que contam, pois não sabem conviver em grupo, depois os erros vêem sempre ao de cima e mais tarde ou mais cedo acabam por mostrar que são uns mentirosos do folclore e que andaram sempre a servirem-se do folclore e não a servi-lo, depois vêem dizer que a juventude não gosta de folclore, pura mentira, a juventude o que não gosta de ser enganada e quando descobre que lhe estão a passar uma mentira vão-se embora. 
Também sei que estas palavras não são para toda a gente mas EU CONHEÇO MUITOS ASSIM, será que não vêem que quando forem para a cova nada deixam por cá mas apenas as suas mentiras.

3 comentários:

CINTRASEUPOVO disse...

sim senhor o amigo é um bom CLONE

Ana Faria disse...

Concordo plenamente consigo, visto que fui vítima dessa mesma arrogância, sendo eu, uma amante do folclore e que esse amor se foi desvanecendo com tanta maldade e egoísmo. Espero que aprendam consigo, já que os jovens hoje em dia são dados como inúteis. O folclore é a melhor coisa que Portugal tem e temos de cultivá-lo, porque senão ele acaba por secar. Desejo-lhe as melhores felicidades e tem todo o meu apoio!

Manuel Abreu Castro disse...

Muito obrigada pelo seu comentário e pelo carinho que me endereçou.